fundo fundo fundo fundo
20 de abril de 2016

Estresse Oxidativo -

Durante os processos metabólicos normais do nosso organismo são produzidos os radicais livres, que são moléculas oxidantes, altamente reativas que, quando em excesso, acometem as células prejudicando o seu funcionamento.

O estresse oxidativo é um evento que ocorre devido ao desequilíbrio entre a produção de espécies reativas de oxigênio (chamados de Radicais Livres) e sua desintoxicação/eliminação que é feita através de sistemas biológicos antioxidantes do nosso próprio organismo. Todos os seres vivos possuem um mecanismo de eliminar ou reparar os danos provocados pelos radicais livres, no entanto fatores como poluição, álcool, cigarro, resíduos de pesticidas, aditivos químicos, estresse, excesso de gordura saturada podem contribuir para o aumento da produção dessas moléculas. O desequilíbrio deste sistema de produção e eliminação pode causar o estresse oxidativo, que interfere nas funções celulares e pode causar danos às células, e até a morte celular. Uma produção excessiva de radicais livres pode ser responsável por alguns tipos de câncer (interferindo diretamente no DNA da célula), lesões no cérebro (ocasionando doenças como o Alzheimer e Parkinson), envelhecimento precoce, doenças cardíacas, atraem muitos mediadores inflamatórios que contribui para uma resposta inflamatória generalizada.

Infelizmente hoje em dia, o estresse da vida moderna e a alimentação desequilibrada também contribuem para o surgimento de radicais livres em excesso. Portanto é muito importante adicionar à dieta muitas verduras, frutas, legumes, cereais integrais que são fonte de antioxidantes que protegem o corpo dos efeitos lesivos dos radicais livres.